Política
Compartilhar

No Paraná, Blairo Maggi enfrenta Carne Fraca e Lista de Janot

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) visita nesta terça-feira (21) a planta da Seara na Lapa,..

Narley Resende - 21 de março de 2017, 10:03

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) visita nesta terça-feira (21) a planta da Seara na Lapa, Região Metropolitana de Curitiba, um dos alvos da Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira (17) pela Policia Federal. A empresa é uma das que exportam para a China. Maggi realiza uma "inspeção" na empresa.

Além de China, Coreia e Chile que anunciaram na segunda-feira (20), restrições à compra de carne brasileira,  Hong Kong anunciou nesta terça-feira (21) que suspendeu temporariamente a importação de carne brasileira. A decisão foi tomada pelo Centro de Segurança Alimentar (CSA) do Departamento de Higiene Alimentar e Ambiental por precaução. A medida vale para a importação de carne congelada e refrigerada e para carne de aves do Brasil.

As medidas preocupam o governo federal, que iniciou uma ofensiva para evitar o fechamento de mercados internacionais ao produto nacional – o que, na avaliação de Blairo Maggi, seria “um desastre”.

Blairo Maggi determinou intervenção nas superintendências do Ministério da Agricultura no Goiás e no Paraná, onde a Polícia Federal encontrou indícios de irregularidades na Operação Carne Fraca. Funcionários do ministério que atuam em Brasília serão deslocados para esses dois Estados com a missão de “dar uma limpa” nos procedimentos.

Escutas da Polícia Federal detectaram que, nessas superintendências, funcionários foram subornados para liberar a comercialização de produtos fora das especificações e até mesmo deteriorados. De acordo com a PF, parte das propinas pagas ao esquema eram destinadas a partidos políticos.

Na Seara, na Lapa, o ministro deve falar ocm a imprensa por volta de 12h30.

Lista de Janot

Além da repercussão internacional da Operação da PF, o ministro enfrenta outra pauta negativa. Segundo o jornal "Valor Econômico", Blairo Maggi é um dos alvos dos pedidos de abertura de inquérito apresentados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações de 78 executivos e ex-executivos da construtora.