No primeiro debate, candidatos trocam farpas, mas evitam confronto direto

Roger Pereira e Francielly Azevedo

Com a regra que permitia que as perguntas fossem direcionadas a qualquer adversário, independente do número de perguntas já respondidas por cada um, os candidatos ao governo do Paraná evitaram confrontos diretos, mas usaram perguntas ao outros concorrentes para fazer as criticas a seus alvos principais, no primeiro debate visando as eleições de outubro, promovido na noite desta quinta-feira, pela Band TV. A estratégia ficou clara na postura de João Arruda (MDB) no debate. Apesar de fazer duras críticas a Ratinho Júnior (PSD) durante o programa, o deputado federal não dirigiu nenhuma pergunta ao ex-secretário de Desenvolvimento Urbano do Paraná.

Arruda iniciou questionado a governadora Cida Borhetti (PP) sobre quais os critérios adotados pelo governo Beto Richa (PSDB), da qual ela foi vice-governadora, para nomear Ratinho na secretaria. Cida disse não ter participado das nomeações de Beto, e aproveitou para falar dos critérios que utilizou para montar sua equipe. “É bom falar em critérios, pois não vi critérios nos gastos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano a não ser a afinidade política”, disse Arruda. Depois, ele ainda responsabilizou Ratinho, em pergunta dirigida a Professor Piva (PSOL), pelo fim da integração do transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba e, em pergunta a Ogier Buchi (PSL) ironizou as “propostas importadas” do deputado estadual. As críticas de Arruda geraram, inclusive, um pedido de direito de resposta por parte de Ratinho, negado pela produção do debate.

A tentativa de evitar embates transformou Ogier Buchi (PSL), candidato que quase ficou fora do debate, o mais acionado pelos adversários em perguntas. As questões a Ogier foram mais genéricas e abriam possibilidade de os candidatos falarem sobre temas de seu interesse. Cida recorreu a Ogier em duas ocasiões, para falar sobre transparência e combate à corrupção e segurança e saúde. Ratinho também usou do mesmo expediente duas vezes, discutindo infraestrutura e geração de empregos. Até os candidatos de esquerda, Dr. Rosinha (PT) e Professor Piva, fizeram questões ao candidato do partido de Jair Bolsonaro, discutindo ideologia e tamanho do Estado.

Líder nas pesquisas, Ratinho Júnior adotou um tom moderado. Não provocou nenhum adversário, fazendo perguntas sobre propostas para geração de empregos, agricultura educação e infraestrura, tentando posicionar-se, sempre, como candidato jovem e inovador, apresentando ideias tecnológicas, falando em segurança energética e automação. O candidato, no entanto, rebateu com firmeza as vezes em que foi atacado. Atual governadora, Cida Borghetti também atuou na defensiva. Não entrou em nenhum embate e também não respondeu a “tabelinhas” feitas por oposicionistas com críticas à sua gestão.

Ao mesmo tempo em que Ogier foi bastante acionado, Rosinha e Piva foram menos questionados pelo rival. Ao receber sua primeira pergunta, já no final do segundo bloco, Rosinha até ironizou, dizendo que perguntaria para ele mesmo no bloco seguinte caso não tivesse sido questionado por João Arruda. O candidato do PT criticou Arruda sobre a postura do MDB nacional, atacou Cida pela defasagem nos salários dos servidores públicos e pela situação da carreira dos professores do estado, e causou o momento mais tenso do debate ao simular um ato falho e chamar Ratinho Júnior de Beto Richa. “O senhor, com barba branca, fazendo esse tipo de brincadeira”, esbravejou Ratinho. “A barba branca ensina que na ironia se encontra a verdade”, retrucou o petista.

O mais agressivo no debate foi Piva. O candidato do PSOL disse que Ratinho Júnior era o pai da “bancada do camburão”, em alusão ao episódio de 29 de abril de 2015, quando os deputados entraram de camburão na Assembleia Legislativa para votar o ajuste fiscal; questionou Cida se ela não tinha vergonha ter participado deste mesmo episódio e de ter proposto 1% de reajuste aos servidores públicos e disse que João Arruda representa Michel Temer no estado, entre outras provocações.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal