Ratinho decreta que municípios da Região Metropolitana sigam medidas de Curitiba

Vinicius Cordeiro

decreto região metropolitana ratinho paraná curitiba

O governador Ratinho Junior (PSD) assinou decreto nesta sexta-feira (19) para que 11 municípios da Região Metropolitana de Curitiba sigam as normas da bandeira vermelha da capital. O anúncio foi feito ao mesmo tempo em que o prefeito Rafael Greca (DEM) divulgou a prorrogação do decreto até o dia 28 de março. Com isso, permanece o ‘lockdown moderado’.

O decreto de Ratinho impõe que Campo Largo, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, Piraquara, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Araucária, Quatro Barras e Campina Grande do Sul sigam as medidas mais rígidas.

O decreto serve de recomendação para outros municípios da Região Metropolitana. São eles:  Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Bocaiúva do Sul, Tunas do Paraná, Adrianópolis, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Lapa, Balsa Nova, Contenda, Mandirituba, Tijucas do Sul, Agudos do Sul, Piên, Rio Negro, Campo do Tenente e Quitandinha.

DECRETO DE CURITIBA: O QUE VALE PARA A REGIÃO METROPOLITANA

O decreto de Curitiba suspende o funcionamento de atividades comerciais não essenciais e prestação de serviços não essenciais, em qualquer modalidade de atendimento. Diante disso, comércio de rua (lojas, galerias e centros comerciais) e shopping estão proibidos de funcionar.

As regras também vetam a abertura de parques, academias, feiras de varejo, eventos técnicos, além de outros setores de entretenimento como bares, casas noturnas, teatros, museus e cinemas.

Segundo o texto, também não podem funcionar tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas; salões de beleza, barbearias, atividades de estética, imobiliárias, serviços de banho, tosa e estética de animais; feiras de artesanato e feiras livres; e reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações e encontros familiares ou corporativos.

Confira o Decreto 7.145/2021, publicado hoje pelo governo do Paraná.

DECRETO DO GOVERNO DO PARANÁ SEGUE EM VIGOR ATÉ INÍCIO DE ABRIL

As cidades do interior do Paraná, com exceção de Curitiba e Região Metropolitana, devem seguir as orientações do decreto 7.122/2021, publicado pelo governador Ratinho Junior na última terça-feira (16). A administração prorrogou as medidas restritivas até o dia 1º de abril.

As principais medidas são o toque de recolher entre as 20 horas e 5 horas, com exceção dos profissionais e veículos vinculados a atividades essenciais. Nesse mesmo período também são proibidos a venda e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público e coletivo.

O documento especifica que serviços e atividades considerados não essenciais devem ser suspensos durante os dois próximos finais de semana. Atividades essenciais, por sua vez, têm seu funcionamento liberado durante todos os dias da semana, inclusive aos finais de semana.

Por fim, continuam suspensas atividades que causem aglomerações, de forma a diminuir a contaminação da população pelo vírus e, consequentemente, reduzir o impacto de casos no sistema de saúde. A fiscalização intensa das forças policiais, em Curitiba, Região Metropolitana e no resto do Paraná, também continua até o dia 1º de abril.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="752429" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]