Olavo de Carvalho diz que não vai lamentar se Vélez sair do MEC

Folhapress


O escritor Olavo de Carvalho disse que o ministro da educação Ricardo Vélez Rodrigues tem comportamento traiçoeiro. Disse ainda que não lamentaria se Vélez fosse colocado para fora da pasta.

A declaração foi feita pelas redes sociais de Olavo que é tido como o guru do presidente Jair Bolsonaro e quem havia indicado o nome de Vélez para comandar o Ministério da Educação.

Olavo se pronunciou sobre Vélez após uma série de crises no MEC. Na manhã desta sexta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro disse que o ministro deve sair do MEC na próxima segunda-feira (8).

Durante um evento com empresários em Campos do Jordão, Vélez afirmou que não entregaria o cargo. O ministro declarou ainda que o MEC deveria ser tocado mediante escolhas técnicas e não ideológicas.

Vélez disse isso mesmo após uma sequência de decisões que foram criticadas justamente pelo teor ideológico. Entre elas, a defesa de que os livros didáticos não registrem 1964 como um golpe.

O prefeito de São  Paulo, Bruno Covas (PSDB) criticou a defesa de Vélez e disse que barraria uma eventual mudança no conteúdo dos livros didáticos usados na rede escolar da prefeitura.

Também nesta sexta, Vélez recebeu críticas públicas de Luciano Huck e Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="609157" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]