STF terá reforço de servidores para julgar processos da Lava Jato

Mariana Ohde


Com Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira (29), reforçar os gabinetes dos ministros da Corte para agilizar o andamento dos processos que tratam da Operação Lava Jato. Só no gabinete do relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, havia 79 inquéritos e seis ações penais da Lava Jato, em outubro.

Em sessão administrativa realizada no início da noite, ficou decidido que todos os integrantes da Corte terão à disposição 36 servidores, que serão lotados conforme solicitação, e mais um juiz-auxiliar para cada gabinete. Apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou contra a convocação de mais juízes.

Com a decisão, ao todo, serão mais dez juízes auxiliares para todos os ministros durante o período de um ano. Edson Fachin, também poderá solicitar a atuação de mais um juiz auxiliar e ficará com quatro magistrados no gabinete para auxiliá-lo em suas decisões.

Segundo dados do Ministério Público Federal (MPF), só no STF já foram 185 inquéritos e 603 investigações em todas as classes processuais (tipos de processo, como habeas corpus, ação cautelar, entre outras), 35 denúncias e 95 acusados. O STF também já homologou 120 acordos de delação premiada.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal