Alberto Youssef será solto hoje às 14h

Julie Gelenski

O doleiro Alberto Youssef, deve sair da carceragem da Polícia Federal em Curitiba por volta das 13h desta quinta-feira (17). Às 14h, deve colocar a Tornozeleira eletrônica na sede da Justiça Federal, também em Curitiba.

Conhecido pelo envolvimento com lavagem de dinheiro de operações criminosas da Operação Lava Jato, ele foi condenado a 121 anos de prisão. Encarcerado na sede da PF desde o dia 17 de março de 2014, dos 121 anos de condenação, cumpriu em regime fechado 2 anos e oito meses. Hoje (17) ele coloca a tornozeleira eletrônica, cumpre mais 4 meses de prisão domiciliar, em um bairro nobre de São Paulo, e estará em regime aberto, podendo ir e vir livremente, à partir de 17 de março de 2017.

Ao cumprir revisão de pena do Supremo Tribunal Federal (STF), o juiz Sérgio Moro autorizou a antecipação da progressão de Youssef para o regime domiciliar. A mudança de regime é um dos benefícios obtidos pelo acordo de delação premiada, feito com o Ministério Público Federal (MPF), ainda em 2014. Ele foi um dos primeiros alvos da Operação Lava Jato, na época, as investigações apuravam a existência de uma quadrilha especializada em lavagem de dinheiro e Youssef era apontado como um dos líderes do grupo.

Depois da  doleira Nelma Kodama e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Youssef  foi a terceira pessoa a assumir em acordo de delação o compromisso de apresentar documentos e provas contra outros envolvidos no esquema investigado na Lava Jato.


Veja mais detalhes nas matérias de Narley Resende e Roger Pereira:

Post anteriorPróximo post