André Vargas é condenado a 4 anos e meio de prisão na Lava Jato

Narley Resende


O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, condenou o ex-deputado federal André Vargas (ex-PT) a quatro anos e meio de reclusão, inicialmente em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro. A sentença foi publicada nesta quinta-feira (6) no sistema eletrônico da Justiça Federal.

Essa é a segunda condenação de Vargas na Lava Jato. O ex-vice-presidente da Câmara dos Deputados foi alvo da 11ª fase da operação, em abril de 2015, e está preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.

Como fez na primeira condenação de Vargas na Lava Jato, em setembro de 2015, o juiz Sérgio Moro voltou a citar o gesto de André Vargas na Câmara Federal em 2014, quando Vargas ergueu o punho ao lado do então presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, em uma referência ao julgamento do processo do Mensalão.

“O condenado recebeu propina não só no exercício do mandato de Deputado Federal, mas tambem da função de Vice­Presidente da Câmara dos Deputados, esta entre os anos de 2011 a 2014, período que abarca os fatos objeto desta ação penal (maio a novembro de 2011). A responsabilidade de um VicePresidente da Câmara é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. A vetorial personalidade também lhe é desfavorável. Rememoro aqui o gesto de afronta do condenado ao erguer o punho cerrado ao lado do então Presidente do Supremo Tribunal Federal, o eminente Ministro Joaquim Barbosa, na abertura do ano legislativo de 2014, em 04/02/2014, e que foi registrado em diversas fotos”, lembrou o juiz.

Veja a íntegra da Sentença

A advogada Nicole Trauczynski, que faz a defesa de André Vargas, deve recorrer da decisão no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

vargas
Foto: Laycer Tomaz / Câmara dos Deputados

De acordo com a denúncia, André Vargas, a esposa dele Eidilaira Soares Gomes, com o auxílio do irmão, Leon Vargas, teriam adquirido, com recursos criminosos, um imóvel em Londrina, Norte do Paraná, por valor superior ao declarado.

Eidilaira Soares Gomes foi absolvida da acusação do crime de lavagem de dinheiro. Leon Vargas foi condenado a três anos de reclusão em regime inicial aberto.

A compra da casa teria sido feita por valor inferior ao preço real, “ocultando e dissimulando o emprego de R$ 980.000,00, de origem criminosa, utilizados na compra do imóvel”, mas o valor declarado foi de apenas R$ 500 mil, pagando a diferença por fora.

Os réus também teriam utilizados expedientes escusos para dificultar o rastreamento dos recursos utilizados na aquisição, como a realização de depósitos elevados em espécie, sem identificação do depositante, e mesmo a utilização de pessoa interposta, segundo a denúncia.

A defesa alega no processo que não houve declaração de valor menor e que o dinheiro utilizado para pagar o imóvel era lícito.

Três ações

Preso desde abril de 2015, André Vargas já é condenado a mais de 14 anos de prisão em outra ação da Lava Jato. Um terceiro processo acusa o petista e seu irmão Leon Vargas, a contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza e o intermediador Marcelo Simõe, por lavagem de capitais, materializado nas transferências bancárias para empresas vinculadas a Meire mediante simulação de contratos de consultoria, através da IT7 Sistemas Ltda, com o fim de ocultar e dissimular a natureza, origem e movimentação de valores provenientes dos crimes de corrupção pela contratação da IT7 pela Caixa Econômica Federal através do pagamento de propinas a André Vargas e agentes ligados ao banco público.

Segundo o MPF, um total de R$ 71,3 milhões de reais foi movimentado pelo esquema, valor total do contrato firmado entre a Caixa e a IT7 para aquisição, licença e manutenção de sistema de softwares, que, segundo a investigação, ocorreu sem justificativa técnica, como também apontou o Tribunal de Contas da União.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="423468" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]