Bumlai passa por procedimento cirúrgico e depoimento na Lava Jato é adiado

Redação


O juiz federal Sérgio Moro adiou o depoimento do pecuarista José Carlos Bumlai para o dia 06 de maio. A audiência, referente a ação penal decorrente da 21ª fase da Lava Jato, deflagrada em novembro do ano passado, estava marcada desde março e deveria acontecer na próxima segunda-feira (25).

Bumlai está em prisão domiciliar desde o dia 21 de março para se tratar de um câncer na bexiga. De acordo com a defesa de Bumlai, o pecuarista deve se submeter a uma cirurgia e haveria dúvidas quanto as condições de comparecer ao interrogatório.

O pecuarista é figura central no caso do empréstimo de R$ 12 milhões concedido pelo Banco Schahin supostamente ao Partido dos Trabalhadores. Em depoimento à Polícia Federal (PF), ele confirmou a fraude na quitação dos valores ao banco. Bumlai também afirmou que o dinheiro seria para pagar dívidas eleitoras em Campinas e para um “caixa 2″ do Partido dos Trabalhadores.

O depoimento de Maurício de Barros Bumlai, filho do pecuarista, também ficou para maio. A ação penal tem, ao todo, dez réus, denunciados por crimes como de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta.

Após o depoimento dos acusados, será aberto um prazo para alegações finais do Ministério Público e das defesas. Em seguida, o juiz pode proferir a sentença. José Carlos Bumlai é acusado de realizar um empréstimo fraudulento de R$ 12 milhões, junto ao Banco Schahin, para repassar o dinheiro ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Com informações da BandNews FM Curitiba

Previous ArticleNext Article