Com leniência, britânica Rolls-Royce devolverá R$ 81 milhões à Petrobrás

Narley Resende


Tábata Viapiana, CBN Curitiba

Mais de R$ 81 milhões serão devolvidos aos cofres da Petrobras com o acordo de leniência firmado no âmbito da Operação Lava Jato entre a empresa Rolls-Royce e o Ministério Público Federal.

A leniência firmada entre a Rolls-Royce e o Ministério Público Federal é parte de um acordo global, assinado no Brasil e nos outros países que são sede da empresa, Estados Unidos e Reino Unido.

A empresa admitiu às autoridades a realização de pagamentos de propina em 11 países, além do Brasil. O acordo de leniência foi oficializado nesta terça-feira e prevê a devolução de mais de R$ 81,1 milhões aos cofres da Petrobras.

O valor corresponde aos lucros líquidos obtidos pela empresa em seis contratos com a Petrobras, além de R$ 20 milhões referentes às propinas pagas pela Rolls-Royce.

O valor contempla ainda o uma multa prevista na Lei de Improbidade. O dinheiro deve ser pago diretamente à Petrobras, no prazo de 90 dias contados a partir da homologação do acordo.

A primeira vez que a Rolls-Royce apareceu nas investigações da Lava Jato foi na delação premiada do ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco.

Ele disse que recebeu quase R$ 1 milhão em propina para ajudar a empresa a fechar um contrato de mais de 100 milhões de dólares com a estatal.

Esse foi o oitavo acordo de leniência firmado pela força-tarefa da Lava Jato no MPF de Curitiba.

Outras grandes empresas, como a Camargo Corrêa, a Andrade Gutierrez e a Odebrecht, já adotaram posturas semelhantes – confessaram os crimes praticados em troca de punições menores.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="409309" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]