Operação Lava Jato
Compartilhar

Defesa de Renato Duque vai recorrer da sentença determinada por Moro

A defesa do ex-diretor da Petrobras Renato Duque vai apelar da sentença determinada pelo juiz Sérgio Moro em ação penal ..

Fernando Garcel - 24 de março de 2017, 17:03

A defesa do ex-diretor da Petrobras Renato Duque vai apelar da sentença determinada pelo juiz Sérgio Moro em ação penal relacionada à 30ª fase da Operação Lava Jato. O advogado Roberto Brzezinski Neto solicitou à Justiça Federal do Paraná a remessa dos autos para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, que representa a segunda instância do Poder Judiciário.

ANÚNCIO

Neste processo, o ex-diretor da estatal foi condenado ao lado do ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu. Presos desde 2015, no último início do mês, Moro condenou Duque a mais seis anos e oito meses de prisão por corrupção passiva e Dirceu, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, foi punido com mais 11 anos e três meses de prisão.

A ação penal investiga contratos da empresa Apolo Tubulars, que fornecia tubos para a Petrobras. Entre 2009 e 2012, segundo o Ministério Público Federal (MPF), foram pagas propinas de mais de R$ 7 milhões à Diretoria de Serviços da estatal e ao Partido dos Trabalhadores (PT), que sustentava o ex-diretor Renato Duque no cargo.

Além de Duque e Dirceu, foram sentenciados o irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva por corrupção passiva e lavagem dinheiro e os empresários Eduardo Aparecido de Meira e Flávio Henrique de Oliveira Macedo – os dois últimos por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

ANÚNCIO

O ex-diretor foi alvo da Lava Jato pela primeira fez na 10ª fase, enquanto o ex-ministro foi detido durante a 17ª etapa. O petista está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Duque está na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.