Delator da Odebrecht quer perícia em documento com sua assinatura

Jordana Martinez


BandNewsCuritiba

Um dos delatores da Odebrecht, o engenheiro Paulo Baqueiro de Melo, solicitou à Justiça do Paraná a realização de um exame para confirmar a autenticidade da grafia em um documento que supostamente leva sua assinatura. O pedido foi protocolado na ação penal que apura a compra pela Odebrecht de um terreno para a construção da sede do Instituto Lula e de um apartamento em São Bernardo do Campo.

O engenheiro e ex-superintendente da Odebrecht Realizações Imobiliárias foi designado em 2010 para avaliar imóveis onde, no futuro, poderia ser instalada a nova sede do Instituto. A anotação em questão indica dados de uma empresa offshore e de uma conta no exterior de onde teria saído o dinheiro para a compra de um terreno, em São Paulo. Além disso, o bilhete contém a assinatura P. Melo.

A defesa do delator afirma que o documento “não foi redigido por ele e também não tem conhecimento sobre a empresa e os dados bancários ali mencionados”. Por este motivo, os advogados solicitam que seja feito um exame grafológico. Caso seja comprovado que o bilhete leva a assinatura do engenheiro, o acordo de delação premiada firmado com a força-tarefa da Lava Jato pode ser invalidado, já que em depoimento ele nega que tenha cometido crime de lavagem de dinheiro.

Na petição, a defesa ainda diz que o acusado se coloca à disposição para ser interrogado novamente ou participar de uma acareação com outros investigados da ação para esclarecer o fato.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="456080" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]