Operação Lava Jato
Compartilhar

Delcídio do Amaral será interrogado por Moro na próxima sexta-feira

O senador cassado Delcídio do Amaral será interrogado pela primeira vez pelo juiz Sérgio Moro na próxima sexta-feira (24..

Mariana Ohde - 20 de junho de 2016, 10:06

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador cassado Delcídio do Amaral será interrogado pela primeira vez pelo juiz Sérgio Moro na próxima sexta-feira (24). Ele é testemunha de acusação no processo contra outro ex-senador Gim Argello, que está preso em Curitiba há quase dois meses.

Delcídio do Amaral, que é delator da Lava Jato, foi incluído na lista de testemunhas de acusação do Ministério Público Federal em processo relacionado à 28ª fase da operação. O interrogatório será realizado na Justiça Federal do Paraná. Delcídio foi preso em novembro do ano passado, acusado de atrapalhar as investigações da Lava Jato, e foi solto em fevereiro, após assinar o acordo de delação premiada.

ANÚNCIO

Nos depoimentos, ele citou a participação de mais de 70 políticos, de diferentes partidos, no esquema de corrupção na Petrobras. E disse ainda que o ex-presidente Lula e a presidente afastada Dilma Roussseff teriam atuado nos bastidores para frear a operação. No início de maio, ele teve o mandato de senador cassado por unanimidade.

Além de Delcídio do Amaral, o MPF também incluiu outros quatro delatores na lista de testemunhas de acusação, como o ex-presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, que também será ouvido pela primeira vez na condição de colaborador, além do consultor Júlio Camargo e do executivo Augusto de Mendonça Neto. As audiências serão realizadas na quinta e na sexta-feira.

O processo possui nove réus, denunciados por crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. Segundo as investigações, Gim Argello teria cobrado propina para não convocar executivos para prestarem depoimento em CPIs da Petrobras no Congresso Nacional. Ele teria recebido mais de R$ 5 milhões da UTC e da OAS.