Mônica Moura e João Santana abrem depoimentos sobre Sítio de Atibaia

Andreza Rossini


O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da Operação Lava Jato, começa a ouvir nesta segunda-feira (5) os depoimentos sobre o processo do Sítio de Atibaia, que tem como réu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os delatores condenados na operação, os marqueteiros Mônica Moura e João Santana, serão os primeiros a prestar esclarecimentos, hoje, a partir das 14 horas, na sede da Justiça Federal em Curitiba. O ex-gerente da área internacional da Petrobras, Eduardo Musa, também será ouvido.

Sítio de Atibaia

De acordo com a denúncia do MPF, o ex-presidente Lula seria responsável por comandar “uma sofisticada estrutura ilícita para captação de apoio parlamentar, assentada na distribuição de cargos públicos na Administração Pública Federal” e teria recebido cerca de R$ 870 mil em vantagens indevidas em forma de reformas, construção de anexos e outras benfeitorias no Sítio de Atibaia.

Além de Lula, o ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht; o dono da OAS, Léo Pinheiro; o pecuarista José Carlos Bumlai; e mais nove foram denunciados na mesma ação penal. Todos são acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa ou passiva.

O ex-presidente foi denunciado em maio de 2017 e tornou-se réu em agosto do mesmo ano.

Processo

O juiz começa ouvindo as testemunhas de acusação e, em seguida, ouve as testemunhas de defesa. Segundo Moro, os advogados do ex-presidente Lula arrolaram 59 pessoas para prestar depoimento.

Os réus são os últimos a serem ouvidos.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="484787" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]