Em 17 de abril, estão marcados os depoimentos do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque. Ambos estão presos há quase dois anos e já foram condenados na Lava Jato. Em todos os interrogatórios anteriores à Justiça, eles sempre ficaram em silêncio.

No dia 18 de abril, será a vez do casal de marqueteiros do PT, João Santana e Mônica Moura. As audiências da ação encerram com o interrogatório de Palocci. Todos os depoimentos são presenciais, ou seja, os réus ficam frente a frente com o juiz Sérgio Moro.