Esposa de Cunha pede a Moro para transferir processo ao Rio de Janeiro

Andreza Rossini


A defesa de Cláudia Cruz, esposa do deputado federal afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) solicitou ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato, que o processo contra ela seja encaminhado para o Rio de Janeiro. Os advogados alegam que os fatos da denúncia não poderiam ser apurados fora do local onde teriam sido cometidos.

Na nova petição apresentada, a defesa alega que não indícios de correlação entre os fatos apurados na denúncia, ou seja, o envolvimento de Cláudia com o esquema de corrupção da Petrobras. Ela é acusada de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

STF

Em entendimento anterior o Superior Tribunal Federal (STF) sinalizou que os casos que não tem ligação direta com o esquema de desvio de dinheiro da Petrobras, devem seguir os critérios de fixação de competência de acordo com o local do crime.

O caso de Cláudia

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF),  Claudia Cruz era a única beneficiária de uma conta em nome de uma offshore na Suíça, onde mantinha valores de origem ilícita, desviados principalmente do setor internacional da Petrobras.

A Receita Federal demonstrou no relatório que no ano de 2008 os maiores gastos com patrimônios declarados foram com a aquisição de dois veículos: um Porsche no valor de R$ 310 mil e um Passat de R$ 77 mil, que foram pagos à vista. Como forma de justificar o gasto, a jornalista declarou ao Fisco que o valor era referente a um empréstimo.

Dois anos depois, em 2010, outra movimentação chama atenção. Neste ano, Claudia Cruz movimentou R$ 2,5 milhões de uma conta bancária. Na declaração de imposto de renda a jornalista informou que o montante era referente a uma ação trabalhista.

Para a força-tarefa da Lava Jato a jornalista Claudia Cruz tinha claro conhecimento dos crimes que praticava e utilizava parte da propina para comprar artigos de luxo. Os gastos, segundo o Ministério Público Federal, eram incompatíveis com o salário que ela e o marido recebiam.

Moro já acatou a denúncia do MPF, mas a defesa entrou com um pedido para que ele reveja a decisão.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="372659" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]