Ex-parceiros de Alberto Youssef serão interrogados na Justiça Federal

Fernando Garcel


Três réus da Lava Jato vinculados a um grupo de operadores financeiros liderado pelo doleiro Alberto Youssef serão interrogados nesta segunda-feira (9) à tarde na Justiça Federal em Curitiba.

Matheus Oliveira dos Santos e os irmãos Leandro e Leonardo Meirelles serão ouvidos pelo juiz Sérgio Moro a partir das 14h. O processo envolve acusações de lavagem de dinheiro e crimes financeiros que teriam sido cometidos pelo grupo de operadores do mercado de câmbio negro.

Matheus Oliveira dos Santos trabalhava na GFD Investimentos, empresa de Youssef usada para blindagem de negócios e lavagem de dinheiro. Os irmãos Meirelles, que recentemente tiveram acordos de delação premiada homologados, mantinham negócios com Youssef e cediam empresas para o esquema de lavagem de dinheiro e pagamento de propina.

Os interrogatórios dos réus desta ação penal começaram na semana passada, com Alberto Youssef, o ex-funcionário dele Rafael Ângulo Lopes, acusado de entregar propinas a políticos, e João Procópio Prado, que seria o braço-direito do doleiro. Os três também são colaboradores da Lava Jato.

No interrogatório da semana passada, Youssef admitiu que fazia rotineiramente pagamentos de propina a agentes públicos em um de seus escritórios, em São Paulo. Ele disse que movimentou valores em contas no exterior, inclusive de caixa 2 das empreiteiras OAS e UTC Engenharia, empresas já investigadas pela operação Lava Jato.

Embora seja uma das mais antigas ações penais decorrentes da Lava Jato, o processo que envolve o núcleo de operadores liderados por Youssef estava parado desde setembro de 2015.

A Justiça Federal aguardava uma série de depoimento de testemunhas indicadas pela defesa que moram no exterior.

Com informações da BandNews FM Curitiba
Previous ArticleNext Article