Operação Lava Jato
Compartilhar

Ex-presidente da Queiroz Galvão preso na Lava Jato desembarca em SP, onde faz tratamento contra câncer

O ex-presidente da Queiroz Galvão, Ildefonso Colares Filho, será internado nesta quarta-feira (31) no Hospital Sírio-Lib..

Jordana Martinez - 30 de agosto de 2016, 14:08

O ex-presidente da Queiroz Galvão, Ildefonso Colares Filho, será internado nesta quarta-feira (31) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde passa por uma cirurgia para remover um câncer. Nesta terça (30) pela manhã ele desembarca na capital paulista, de acordo com a defesa do empresário.

ANÚNCIO

Ele passa por uma série de exames pré-operatórios. O ex-presidente da empreiteira Queiroz Galvão conseguiu o benefício da prisão domiciliar neste final de semana. Durante todo o período, o empresário será monitorado por uma tornozeleira eletrônica. O despacho foi assinado por um juiz substituto da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Na segunda-feira (29) o juiz Sérgio Moro concordou com as medidas cautelares. O magistrado determinou que a defesa “deverá apresentar o diagnóstico do resultado final do tratamento e avaliação médica das condições de saúde do investigado”. Isso para que a Justiça avalie a necessidade de manter a prisão domiciliar. Caso o executivo descumpra alguma regra, o benefício será revogado.

Ildefonso Colares Filho estava preso desde o dia 2 de agosto, quando foi alvo de um mandado de prisão preventiva na Operação Resta Um, a 33ª fase da Lava Jato. A operação esse nome porque a Queiroz Galvão é a última das maiores empreiteiras do Brasil a ter uma fase específica de investigação. Segundo um laudo pericial da PF, a empresa é a terceira com o maior valor de contratos assinados com a Petrobras – ao todo, cerca de R$ 20 bilhões.

BandNewsCuritiba

ANÚNCIO