Foragidos, operadores do PMDB são presos nos EUA

Andreza Rossini


Os operadores do PMDB, Jorge Luz e Bruno Luz, foram presos pela polícia de imigração em Miami, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira (24). Pai e filho são alvos da 38º fase da Operação Lava Jato e tiveram os nomes colocados na lista vermelha de procurados da Interpol. Por meio de nota, a Polícia Federal confirmou as prisões.

Nesta sexta, a defesa dos operadores afirmou a Justiça Federal por meio de documento eletrônico, que os foragidos iriam se entregar às 8h da manhã de sábado, quando chegariam em um voo comercial ao aeroporto de Brasília.

Ainda de acordo com a PF “eles haviam omitido informações às autoridades americanas e também estariam irregulares. Ainda não há previsão de eventual extradição ao Brasil ou expulsão”.

Principais alvos da 38ª fase da Operação Lava Jato (Operação Blackout) , deflagrada na manhã de quinta-feira (23), pai e filho estão fora do país desde 11 de janeiro.

Ambos são investigados por corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, entre outros crimes.

Os investigados atuavam, segundo a PF, como facilitadores na movimentação de recursos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras.

 

Previous ArticleNext Article