Justiça bloqueia R$ 7,4 mi de investigados da Operação Sem Fronteiras

Fernando Garcel

Fernando Garcel e Narley Resende

O Banco Central (Bacen) bloqueou mais de R$ 7,4 milhões da conta de investigados da 43ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Sem Fronteiras, deflagrada na última sexta-feira (18). Nesta fase, a força-tarefa investiga contratos da Petrobras que teriam favorecido armadores, que são empresas responsáveis pelo afretamento de navios.

A investigação teve início depois da delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa. Ele teria fornecido informações privilegiadas ao cônsul da Grécia no Brasil, Konstantinos Kotronakis, para contratação de navios gregos, mediante pagamento de propina. Empresas que pertencem ao cônsul e ao filho dele foram beneficiadas com contratos com a estatal entre 2009 e 2013 que ultrapassaram 500 milhões de dólares. Desse valor, cerca de 2% desses valores era destinado ao pagamento de propina a funcionários públicos corrompidos, operadores financeiros e agentes políticos, por meio de empresas ligadas a Costa e Kotronakis.

Lava Jato encontra R$ 1,4 mi em contas de Vaccarezza e outros
PF pede a Moro que Vaccarezza fique na prisão por mais tempo
Moro proíbe cônsul da Grécia de deixar o país

No mesmo contexto, foram colhidos fortes indícios do envolvimento de um ex-gerente da Petrobras ligado à área de afretamento de navios, no esquema de corrupção que visava favorecer armadores gregos. Também foi possível verificar o recebimento de vantagens indevidas, em benefício dele, em contas ocultas no exterior, titularizadas por empresas offshores registradas em nome de terceiros. Há, ainda, evidências concretas de que esse ex-gerente também beneficiou as empresas Olympic Agencies e Perosea Shipping Co em contratos com a Petrobras.


Bloqueios:

  • Konstantinos Kotronakis teve R$ 7.651,90 bloqueados;
  • João Henrique Hoyer de Carvalho teve  R$ 2.979.078,60 bloqueados;
  • Henry Hoyer de Carvalho não tinha saldo nas contas bancárias;
  • NHJH INFORMATICA LTDA teve R$ 9.100,88 bloqueados;
  • HOYER – CONSULTORIA EM ADMINISTRACAO LTDA teve R$ 1.714,13 bloqueados;
  • SEAVIEW AFRETAMENTOS LTDA teve R$ 2.049,66 bloqueados;
  • TSAKOS BRASIL COMPANHIA DE NAVEGACAO S.A teve R$ 981.204,51 bloqueados;
  • AEGEAN PETROLEO LTDA teve R$ 3.346.426,12 bloqueados;
  • DALMO MONTEIRO SILVA teve R$ 155.333,92 bloqueados;
  • DMS REPRESENTACAO COMERCIAL – EIRELI – ME não tinha saldo positivo.

Leia também

Presos nas fases 43 e 44 da Lava Jato começam a ser ouvidos em Curitiba
PF encontra R$ 122 mil na casa de Cândido Vaccarezza

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook