Justiça concede prisão domiciliar para executivo da Engevix

Roger Pereira


A Justiça Federal no Rio de Janeiro converteu a prisão preventiva de um dos sócios da empreiteira Engevix José Antunes Sobrinho em prisão domiciliar nesta segunda-feira (9). Ele foi detido em razão das apurações da Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras. Antunes é réu em ação penal na Justiça Federal no Rio de Janeiro desmembrada da Lava Jato, na qual ele é acusado de crimes de corrupção relativos a contratos da estatal Eletrobras.

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro Marcelo da Costa Bretas atendeu ao pedido da defesa de Antunes sobre a mudança no regime de prisão por entender que “ante o término das audiências de instrução e julgamento e ainda diante das afirmações do acusado em seu interrogatório, é razoável acreditar que, no mínimo, o acusado que, ora está preso, não estaria predisposto à reiteração de práticas criminosas, ou ainda de algum modo a prejudicar a fase final da presente ação penal”.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal