Lava Jato: MPF devolve R$ 650 milhões para a Petrobras

Andreza Rossini


O Ministério Público Federal (MPF) devolveu, nesta quinta-feira (7), cerca de R$ 653 milhões para a Petrobras, de acordo com a assessoria de imprensa do órgão. O valor, segundo o MPF, se soma a cerca de R$ 1,41 bilhão já devolvidos.

Os valores foram recuperados por meio de acordos de colaboração premiada e de leniência, firmados no âmbito da Operação Lava Jato. Ainda de acordo com o MPF, é a maior quantia já devolvida em uma única vez em investigação criminal no país.

A cerimônia de devolução conta com a presença do presidente da Petrobras, Pedro Parente; representantes da Justiça Federal, Polícia Federal e Receita Federal do Brasil. Na ocasião a procuradoria vai passar mais detalhes sobre os valores da devolução.

Valores devolvidos

Em nota divulgada no final de outubro, a Petrobras informou ter recebido, por meio de ressarcimento de valores, mais de R$ 800 milhões desde 2014, quando foi deflagrada a primeira fase da Operação Lava Jato.

Naquele mês, foram três devoluções: R$ 81 milhões da empresa britânica Rolls-Royce, que firmou acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF). Outros dois acordos de colaboração resultaram na devolução de mais R$ 5,8 milhões – R$ 1,7 milhão devolvidos pelo ex-diretor da área Internacional Nestor Cerveró e R$ 4,1 milhões pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

A Petrobras é autora, com o MPF e a União, em 13 ações de improbidade administrativa em andamento, além de atuar como assistente de acusação em 41 ações penais.

Previous ArticleNext Article