Liminar suspende depoimento de Lula no caso sobre os caças suecos

Jordana Martinez


 

Uma liminar do Tribunal Regional Federal da 1ª. Região, em Brasília, suspendeu os depoimentos do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho Luis Claudio Lula da Silva, que estavam marcados para os dias 30/10 e 03/11, na ação que trata da compra de  caças suecos pelo Brasil em dezembro de 2013. O pedido foi feito pela defesa de Lula por habeas corpus.

O desembargador federal Néviton Guedes aceitou os argumentos da defesa de que, antes dos depoimentos dos réus, devem ser ouvidas todas as testemunhas anteriormente arroladas e que foram autorizadas pelo próprio TRF1, inclusive daquelas residentes no exterior. Segundo a defesa, “a própria denúncia faz referência a fatos ocorridos no exterior que a defesa tem o direito e o interesse de esclarecer que não se deram na forma narrada pelo Ministério Público”.

Segundo os advogados de defesa, “não é verdadeira a afirmação contida na denúncia de que o ex-Presidente Lula e a então Presidenta Dilma fizeram uma reunião com o Primeiro Ministro da Suécia durante o funeral de Nelson Mandela para tratar da compra dos caças. Isso será provado pelo depoimento dessa autoridade sueca”, afirma o advogado Cristiano Zanin Martins.

Dentre as testemunhas que serão ouvidas estão os ex-Presidentes da França François Hollande e Nicolas Sarckozy.

Ainda segundo Zanin Martins, todos os documentos necessários para a oitiva das testemunhas no exterior já foram providenciados pela defesa, inclusive tradução juramentada de peças para os idiomas francês e sueco.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.