Mãe de Cláudia Cruz pede à Justiça Federal desbloqueio de R$ 355 mil

Redação


Em petição apresentada à 6ª Vara Federal de Curitiba, a mãe de Cláudia Cruz, Neide Cordeiro Cruz, pediu que fossem desbloqueados R$ 355 mil das contas da jornalista.

> Claudia Cruz confirma uso de cartão internacional, mas alega que não sabia da conta na Suíça
> Moro nega incompetência e mantém julgamento de Claudia Cruz no Paraná

De acordo com o advogado Marlus Arns de Oliveira, o valor pertence exclusivamente à mãe da acusada. O pedido foi protocolado em ação civil pública de improbidade administrativa que a jornalista Claudia Cruz responde na Justiça Federal do Paraná. No documento, a defesa explica que pela idade avançada, 79 anos, Neide Cordeiro entrou como cotitular de uma conta bancária da filha.

O advogado esclarece que a inclusão é justificada não só pela idade de Neide, mas também pelo temor de não poder movimentar os valores em uma situação de emergência. Além disso, a defesa alega que a conta bloqueada também é utilizada pela mãe de Claudia Cruz para recebimento da aposentadoria. A decisão de desbloqueio ou não da conta será tomada pelo juiz Augusto Cesar Pansini Gonçalvez.

A denúncia desta ação envolve um contrato em que a Petrobrás comprou direitos de participação na exploração de um campo de petróleo na República do Benin, na África. O negócio, segundo os procuradores do Ministério Público Federal, envolveu o pagamento de propina ao deputado federal afastado Eduardo Cunha de cerca de U$ 1,5 milhão. O valor total do negócio era de US$ 34,5 milhões. Para os procuradores, Cunha utilizou o cargo de deputado e de presidente da Câmara para sustentar o esquema de corrupção, obter vantagens ilícitas e atender interesses particulares.

Previous ArticleNext Article