Manifestantes anti-PT passam a fazer acampamento itinerante na JF

Jordana Martinez

BandNewsCuritiba

Manifestantes anti-PT voltaram a montar acampamento em frente ao prédio da Justiça Federal, em Curitiba. De acordo com os integrantes do ato, desta vez o acampamento é itinerante, e foi desmontado junto com o fim do protesto.

Na ocasião mais recente, o uso irregular do espaço foi notificado pela Secretaria Municipal de Urbanismo minutos depois da condenação do ex-presidente Lula em segunda instância, no dia 24 de janeiro. O grupo, que mantinha uma estrutura de madeira e concreto permanente na praça, acompanhava em uma TV a transmissão ao vivo do julgamento.

A energia foi puxada clandestinamente de um poste da Copel na praça. Ontem (quarta), os manifestantes fizeram um ato para acompanhar depoimentos em audiências sobre o processo do Sítio de Atibaia, que tem como réu o ex-presidente Lula.


Segundo o grupo chamado “Acampamento Lava Jato”, a estrutura física que havia sido construída na praça foi doada para o Instituição Movimento Recriança. O material foi utilizado para construção de uma casa na árvore.

A prefeitura informou por meio de nota que os manifestantes que estavam acampados irregularmente na Praça Pedro Alexandre Broto, no Ahú, foram notificados no dia 24 de janeiro para que desmontassem o acampamento e suspendessem a comercialização de produtos.

Nesta terça (6) fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo foram ao local para apurar a situação e identificar se tratava-se de um novo acampamento ou apenas de uma mobilização. Se forem verificadas estruturas montadas, pode haver nova ação judicial para retirada.

Post anteriorPróximo post
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
Comentários de Facebook