Menu ‘Joesley e Ticiane’ é achado em arquivos de ex-presidente do BB

Narley Resende


Juliana Goss, BandNews FM Curitiba

Entre os mais de cem documentos, pen drives, tablets e celulares apreendidos na residência do ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, a Polícia Federal encontrou um material no mínimo curioso. Um menu com a inscrição “Joesley e Ticiane”, com a data de 25 de outubro de 2012, que faria referência ao casamento do empresário da JBS. O material está sendo analisado e integra as investigações.

No dia 27 de julho deste ano, Bendine foi alvo da 42ª fase da Lava Jato, batizada de Cobra. Na ocasião a PF fez buscas e apreensões em dois endereços de Bendine, em São Paulo e em Sorocaba, no Interior do Estado.

Na capital paulista foram encontrados dentro de um cofre, jóias e relógios. No apartamento também foram apreendidos DVDs com etiquetas escrito “confidencial” e pendrives. Em Sorocaba foram apreendidos celulares e tablets e o passaporte de Bendine.

De acordo com as investigações, o ex-presidente da estatal teria recebido três parcelas de um milhão de reais cada em propina da Odebrecht para facilitar a participação da empreiteira em contratos com a Petrobras. Os pagamentos teriam sido feitos em espécie entre os meses de junho e julho de 2015.

O ex-executivo assumiu a estatal no mesmo ano. Ele foi nomeado pela então presidente Dilma Rousseff justamente com a missão de acabar com a corrupção na estatal.

Dilma foi intimada a depor em favor de Bendine. A audiência está confirmada, será nesta sexta-feira (27), às 11 horas, por
videoconferência na sede da Justiça Federal em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Foto: reprodução/PF
Foto: reprodução/PF

Previous ArticleNext Article