Ministério Público do Paraná também quer investigar servidores do DER

Roger Pereira


Os promotores do Ministério Público do Estado do Paraná, Felipe Lamarão de Paula Soares e Fernando Cubas Cesar pediram ao juiz federal Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato em primeira instância, o compartilhamento das provas obtidas na 48ª fase da operação, batizada de Integração, que investiga fraudes na execução de contratos de concessão das rodovias do Anel de Integração do Paraná, principalmente com a concessionária Econorte. Os promotores requisitaram as provas para eventuais ações de improbidade administrativa, ou outras que acharem necessárias, contra agentes públicos do estado, vinculados ao Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER).

Responsável pela investigação do caso, o Ministério Público Federal já se pronunciou favoravelmente ao compartilhamento das provas. “ Trata-se de pedido de compartilhamento de elementos informativos produzidos no bojo da Operação Integração com investigações do Ministério Público do Paraná, que tem atribuição para apurar as ações de improbidade de agentes públicos estaduais e eventuais crimes estaduais que possa vir a ser descobertos fortuitamente na análise do material probatório. Diante disso, verifica-se ser necessário o compartilhamento de provas, ainda mais porque parte dos elementos que a autoridade solicitante pretende obter não pode ser obtida por outro meio, como documentos apreendidos”, manifestou-se o MPF.

Além disso, os promotores federais destacaram ser importante ainda compartilhar o material da referida operação com outros órgãos estatais responsáveis por apurações violações legais nos limites de suas atribuições como por exemplo CGU, TCU e Receita Federal, além das corregedorias estaduais e federais. “Os órgãos de persecução devem atuar de forma colaborativa para a elucidação de fatos criminosos, ainda mais em casos de difícil produção de provas, como nos crimes de corrupção e de lavagem de ativos”, justifica.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="504241" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]