Moro aceita denúncia contra mais um ex-gerente da Petrobrás

Jordana Martinez


O juiz da Lava Jato, Sérgio Moro,  aceitou denúncia contra o ex-gerente da Petrobras Rogério Gonçalves, além de três ex-executivos da Odebrecht; Rogério de Araújo, Márcio Faria e Olívio Rodrigues e o ex-diretor financeiro da UTC, Walmir Santana. Entre as acusações estão corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Todos são acusados de envolvimento no esquema de desvio de dinheiro da Petrobras para a construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Os dois contratos citados na denúncia somam mais de R$ 5 bilhões. Segundo os procuradores, teriam sido pagos mais de R$ 50 milhões em propinas.

Rogério Gonçalves está preso desde março, na 39ª fase da Operação Lava Jato. Segundo a força-tarefa da Lava jato, ele foi o sucessor de Pedro Barusco na Gerência Executiva de Engenharia da estatal e teria passado a receber a propina paga pelas empreiteiras.

Tacla Duran

Sérgio Moro rejeitou a denúncia contra o advogado Rodrigo Tacla Duran, que está no exterior. O advogado é alvo da 36ª fase da operação e, segundo o juiz, os fatos denunciados contra ele não têm ligação com a denúncia desta ação.

“Não é apropriado reunir na mesma ação penal pessoas que se encontram em situação processual díspares, sendo necessário imprimir urgência à ação penal contra o acusado preso no Brasil, o que não será possível com outro acusado no exterior. Assim, essa parte da denúncia não será recebida e deverá o MPF, querendo, promover ação penal em separado a respeito desses fatos, não sendo apropriado inclui-la na presente”, afirmou.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="426869" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]