Moro autoriza transferência de Moura e mais dois para presídio

Redação


O juiz federal Sérgio Moro autorizou nesta quarta-feira (27) a transferência de três investigados na Operação Lava Jato, que estão presos na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, para o Complexo Médico Penal, em pinhais, na Região Metropolitana.

O pedido foi feito pelo delegado Igor Romário de Paula, na terça-feira (26), para a transferência de Fernando Moura, o lobista ligado ao ex-ministro José Dirceu e os sócios da construtora Credencial, Flávio Henrique de Oliveira Macedo e Eduardo Aparecido de Meira. A data ainda não foi informada.

Fernando Moura chegou a ser solto durante as investigações na Lava Jato, mas voltou a ser preso após violar o acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal.

• Investigado que quebrou delação premiada na Lava Jato pede liberdade ao Supremo

O delegado alegou dificuldades de espaço para manter os detentos na carceragem. Apenas três presos, que prestam depoimentos em acordo de delação premiada, vão permanecer na superintendência da PF.

No despacho assinado hoje, Moro reconheceu a falta de espaço na Polícia Federal e elogiou as instalações do Complexo Médico Penal, presídio com tratamento médico, para onde outros presos já foram encaminhados.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="375397" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]