Moro determina bloqueio de bens de Rodrigo Duran

Andreza Rossini


Com informações de Thaíssa Martiniuk da BandNews Curitiba

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da Operação Lava Jato, determinou o bloqueio de até R$ 20 milhões das contas do advogado Rodrigo Tacla Duran, um dos alvos da 36ª fase da operação Lava Jato, nesta quinta-feira (10).

Ele é apontado como um dos operadores das offshores mantidas pelo “Departamento de Propinas” da empreiteira Odebrecht. O mandado de prisão contra Duran ainda está em aberto porque, segundo a polícia federal, ele está no exterior.

Outro alvo é o empresário Adir Assad, que já estava detido em Curitiba. As contas de Assad não foram bloqueadas nesta etapa porque a medida já foi tomada em uma fase anterior da operação. De acordo com as investigações, juntos, os operadores são responsáveis por lavar mais de R$ 50 milhões para empresas investigadas na Lava Jato.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="396609" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]