Operação Lava Jato
Compartilhar

Moro interroga ex-presidentes da Odebrecht e OAS como testemunhas de Marcelo Odebrecht

Com informações da repórter Tabata Viapiana da CBN CuritibaDepoimentos presenciais de duas testemunhas de defesa de Marc..

Andreza Rossini - 24 de março de 2017, 10:03

Com informações da repórter Tabata Viapiana da CBN Curitiba

Depoimentos presenciais de duas testemunhas de defesa de Marcelo Odebrecht estão marcados para ocorrer a partir das 15 horas desta sexta-feira (24), na Justiça Federal do Paraná, em Curitiba.

ANÚNCIO

Serão ouvidos Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS e o ex-presidente da Odebrecht, Pedro Augusto Ribeiro Novis. Pinheiro está preso na capital há mais de seis meses, ele foi condenado a 25 anos de prisão no âmbito da operação.

Novis  está entre os 77 delatores da empreiteira, e por isso, o juiz Sérgio Moro acolheu um pedido da defesa para manter em sigilo o depoimento do executivo. Ele baseou a decisão no entendimento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que também manteve em sigilo os depoimentos dos delatores da Odebrecht até que o Supremo Tribunal Federal (STF) determine a divulgação das colaborações.

Da última vez que Moro decretou sigilo em depoimentos de delatores da empreiteira, uma falha no sistema eletrônico da Justiça Federal do Paraná permitiu acesso aos vídeos por alguns minutos. Os interrogatórios de Márcio Faria e Emílio Odebrecht, pai de Marcelo, foram divulgados na imprensa. Por isso, dessa vez, o juiz pediu cautela aos servidores na hora de publicar os vídeos para garantir o sigilo do depoimento de Pedro Novis.

ANÚNCIO

Duque

Ainda nesta sexta-feira, a partir das 16h30, Moro deve interrogar outra uma testemunha do ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque. As audiências estão relacionadas a uma ação penal da 35ª fase da operação Lava Jato, que apura pagamentos de propina feitos pela Odebrecht ao ex-ministro Antônio Palocci.