Moro marca interrogatórios para engenheiros ligados ao grupo Schahin

Andreza Rossini


Com informações da BandNews Curitiba

Oficialmente delatores da Operação Lava Jato desde o início do mês passado, os engenheiros Edison Coutinho e José Antonio Schwarz – ligados ao Grupo Schahin – serão interrogados novamente pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da operação.

Réus no processo que investiga fraude em obras de reforma do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes), eles ficaram calados durante a fase de interrogatórios do processo, em dezembro do ano passado.

As delações dos engenheiros só foram homologadas pela Justiça em fevereiro. Depois de confirmar os acordos, Moro marcou novos interrogatórios para os engenheiros na próxima segunda-feira (6).

Ao determinar que Coutinho e Schwarz tenham mais uma chance de se apresentar à Justiça, o juiz dá o mesmo direito para os outros investigados. No total, 14 pessoas respondem criminalmente a esta ação penal, por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, e associação criminosa.

A denúncia envolve o Consórcio Novo Cenpes – formados pelas empreiteiras OAS, Construbase, Construcap, Schahin e Carioca Engenharia. As propinas pagas nesses contratos ultrapassam os R$ 20 milhões.

Previous ArticleNext Article