Moro ouve executivos da Andrade Gutierrez nesta segunda-feira

Mariana Ohde

Por Tabata Viapiana, da CBN Curitiba

Os executivos Antônio Campelo, Elton Negrão e Flávio Gomes, da Andrade Gutierrez, serão interrogados nesta segunda-feira (25) pelo juiz Sérgio Moro. Na quinta-feira (28), o presidente afastado da empreiteira, Otávio Marques de Azevedo, e o executivo Paulo Roberto Dalmazzo vão prestar depoimento. Todos possuem acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Os três depoimentos previstos para hoje começam por volta das 14h, na Justiça Federal do Paraná.

Os três executivos são acusados de envolvimento no pagamento de propina dentro da Andrade Gutierrez. Todos são réus da 14ª fase da Operação Lava Jato e foram denunciados por organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção. Eles chegaram a ficar presos em Curitiba por alguns meses e deixaram a cadeia após a assinatura dos acordos de delação. Nessa época, o processo já estava em fase final de julgamento, com prazo para apresentação das alegações finais das defesas e do Ministério Público Federal (MPF).

Ao saber que as colaborações tinham sido firmadas, Moro decidiu suspender o trâmite da ação penal, em fevereiro deste ano. Quando o juiz foi comunicado da homologação dos acordos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no final de junho, os prazos foram retomados.

Além disso, o juiz quis interrogar novamente os réus, agora como delatores – ou seja, com a obrigação de colaborar com a Justiça e responder todas as perguntas. Por isso, novas audiências foram marcadas para esta semana.

Nos depoimentos das colaborações, os executivos afirmaram que a Andrade Gutierrez pagou propina em forma de doações legais para as campanhas da presidente Dilma Rousseff em 2010 e 2014. Os valores eram desviados de obras da Petrobras e do setor elétrico, como a usina de Belo Monte.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal