Moro retoma ação após acordo de colaboração de executivos da Andrade Gutierrez

Mariana Ohde

O juiz Sérgio Moro retomou nesta terça-feira (28) o andamento do processo que envolve os executivos da empreiteira Andrade Gutierrez, referente a 14ª fase da Operação Lava Jato. A contagem do prazo para as alegações finais da ação estava suspensa desde fevereiro deste ano por causa da celebração do acordo de colaboração entre os réus do processo e a Procuradoria-Geral da República.

Com a retomada da ação penal, Moro pretende ouvir novamente os réus, agora, na condição de delatores. As audiências foram agendadas a partir do dia 25 de julho. Segundo despacho, Moro ainda solicitou que os termos de delação premiada dos executivos sejam disponibilizados no sistema da Justiça Federal do Paraná.

A 14ª fase da Lava Jato, deflagrada em junho de 2015, teve como alvo as duas maiores construtoras do país, a Andrade Gutierrez e a Odebrecht. Na ocasião, os donos das duas empreiteiras foram presos preventivamente. Apenas Marcelo Odebrecht, ex-presidente do Grupo Odebrecht, e Luiz Eduardo da Rocha Soares, executivo da empreiteira, continuam detidos.

Os dirigentes da Andrade Gutierrez, Elton Negrão de Azevedo e Otávio Marques de Azevedo, foram libertados em fevereiro deste ano depois de firmarem acordo de delação premiada. De acordo com o Ministério Público Federal, as duas empresas tinham um esquema sofisticado de fraudes de licitações na Petrobras.


A força-tarefa da Lava Jato estima em cerca de R$ 720 milhões os valores pagos em propina pelas empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez. A estimativa leva em conta a média de 3% sobre os valores de contratos destinados ao pagamento de propina pela maior parte das construtoras envolvidas no escândalo da estatal.

(Com informações da BandNews)

Post anteriorPróximo post
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal