Moro revela em ofício por que divulgou grampos de Lula e Dilma

Redação


O juiz federal Sérgio Moro afirmou o Supremo Tribunal Federal (STF) por meio de oficio que deixou público os áudios que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, devido a tentativa do petista de ‘intimidar’ e ‘obstruir’ as investigações da Operação Lava Jato, em que ele era alvo.

Moro destacou uma frase em que Lula afirmou que “eles têm que ter medo” se referindo ao investigadores da Polícia Federal, em conversa interceptada pelos policiais. “Eu acho que eles têm que ter em conta o seguinte, bicho, eles têm que ter medo”, teria afirmado o ex-presidente em conversa com o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ).

“E.. e.. e eu to botando muita fé de que se a nossa bancada tiver animada ela pode fazer a diferença nesse processo com o MORO, com LAVA JATO, com qualquer coisa, sabe?”, disse em seguida.

Capturar

O documento, com 30 páginas, tem 12 interceptações telefônicas descritas que atribuem ao ex-presidente a propriedade do sítio em Atibaia (SP). A defesa de Lula nega a propriedade.

Veja o documento na íntegra aqui.

Previous ArticleNext Article