MPF confirma que Lula e Bumlai tentaram atrapalhar a Lava Jato

Andreza Rossini


O Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal apresentou uma denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o pecuarista José Carlos Bumlai, o ex-senador Delcídio do Amaral,  André Santos Esteves, Diogo Ferreira Rodriguez, Edson Siqueira Ribeiro Filho e Maurício Barros Bumlai por tentativa de obstrução à justiça para tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.

A denúncia foi encaminhada à Justiça de Brasília, nesta quinta-feira (21). Eles são acusados de envolvimento em um esquema para tentar comprar, por R$ 250 mil,  a delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró.

O caso já havia sido denunciado pelo Procurador Geral da República (PGR), Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF), em dezembro do ano passado. Como o ex-senador envolvido perdeu o foro privilegiado e pelo crime ter ocorrido em Brasília, a denúncia foi encaminhada a Justiça Federal da capital brasileira.

O MPF confirmou integralmente a denúncia prévia do PGR.  Além de confirmar os elementos apresentados, o procurador da República Ivan Cláudio Marx faz acrescentou itens ao processo, com o objetivo de ampliar a descrição dos fatos e as provas que envolvem os acusados.

Os autos estão em sigilo e não serão divulgados. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região ainda vai decidir qual vai ser o juiz responsável pelo caso. O juiz é quem vai aceitar ou não a denúncia o que vai definir se os acusados viram réus da operação.

O ex-presidente afirmou em depoimento a PGR que jamais tentou influenciar na delação de Cerveró. As defesas dos suspeitos negaram as acusações.

Previous ArticleNext Article