Negociações de delações premiadas devem ser retomadas neste mês

Andreza Rossini


Repórter Thaissa Martiniuk da BandNews Curitiba

Pelo menos 20 investigados na operação Lava Jato devem retomar, ainda este mês, as negociações de colaboração premiada com os procuradores do Ministério Público Federal. As tratativas precisaram ser suspensas no fim do ano passado para a conclusão dos acordos firmados com 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht.

Entre os réus que aguardam para dar andamento nas delações estão: o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, o ex-marqueteiro do PT, João Santana, o ex-tesoureito do PP, João Claudio Genu e o lobista Adir Assad.

Desde o início da operação Lava Jato, em março de 2014, foram fechadas 71 colaborações, sendo que 55 delas já estão públicas. Em três anos de investigações, a força-tarefa também fez acordos de leniência com empresas – foram sete no total. Já no Supremo Tribunal Federal, que concentra processos que envolvem autoridades com foro privilegiado, foram homologados 41 acordos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="409636" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]