Peru congela contas da Camargo Corrêa

Roger Pereira


Por Thaíssa Martiniuk / BandNews FM Curitiba

O Ministério Público do Peru em conjunto com a Unidade de Inteligência Financeira determinou o congelamento de contas da construtora Camargo Corrêa no país. A empreiteira é acusada de pagar propina para vencer licitações na área de infraestrutura.

O anúncio foi feito na tarde de ontem (terça) pelo Twitter oficial da instituição. A medida também vale para companhias ligadas ao empresário Gonzalo Monteverde, apontado pelos promotores peruanos como operador de esquemas irregulares da Odebrecht no Peru.

No início de janeiro, a Odebrecht fechou um acordo de colaboração com os promotores peruanos, no qual concordou em devolver R$ 30 milhões aos cofres públicos do país, relativos a ganhos ilícitos.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="409447" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]