Polícia Federal indicia ex-presidente da Queiroz Galvão

Roger Pereira


A Polícia Federal (PF) indiciou nesta quarta-feira (31) sete pessoas em inquérito da 33ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Resta Um, que teve como principal alvo a empreiteira Queiroz Galvão. Entre os indiciados está o ex-presidente da empresa, Idelfonso Colares Filho e o ex-executivo Othon Zanoide de Moraes Filho. Os outros indiciados são os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Renato Duque, os doleiros Alberto Youssef e Leonardo Meirelles, e Augusto Amorim Costa.

A Polícia Fderal alega que há indícios de que eles cometeram crimes como corrupção ativa e passiva, pertinência a organização criminosa, lavagem de dinheiro, e tentativa de obstrução de investigação. O inquérito aponta que a empreiteira acertou com Paulo Roberto Costa o pagamento de R$ 7 milhões em propinas por obras da construtora na diretoria de abastecimento da Petrobras.

De acordo com depoimento de Alberto Yousseff, em delação premiada, R$ 7,5 milhões deste montante foram pagos em forma de doação oficial a campanhas do PP, em 2010. Outros R$ 10 milhões foram destinados a parlamentares envolvidos na CPI do Banestado, em 2009.

Agora, cabe ao Ministério Público Federal avaliar a peça produzida pela PF e decidir pelo oferecimento ou não de denúncia contra os alvos do inquérito.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="382829" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]