Segovia quer concluir 273 inquéritos do STF antes das eleições

Jordana Martinez


Narley Resende e Jordana Martinez

O novo diretor-geral da Polícia Federal (PF) Fernando Segovia afirmou que pretende concluir 273 inquéritos da Operação Lava Jato que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) até as eleições do ano que vem.

“A gente tem uma missão constitucional que é fazer as investigações que chegam à Polícia Federal. Hoje há uma grande demanda de 273 investigações de crimes do Supremo Tribunal Federal que se encontram na PF. Há uma demanda da ministra Carmen Lúcia e da própria Dra Raquel Dodge de que as investigações seja concluídas o mais rápido possível, se possível antes das eleições do ano que vem”, disse.

A afirmação foi feita durante a posse do delegado Maurício Leite Valeixo, que assumiu a Superintendência da PF em Curitiba nesta quinta-feira (21).

Pela manhã,  Segóvia esteve reunido com o juiz Sérgio Moro, na Justiça Federal, e prometeu reforço na equipe da Lava Jato. Segundo ele, o recrutamento começa no dia dois de janeiro. Já o número de novos policiais, delegados e peritos não foi divulgado.

Para Segóvia, o reforço será necessário acelerar as investigações e para análise do sistema sistema Drousys, o sistema de informática do setor de propinas da Odebrecht.

“Talvez agora nesse momento seja uma análise maior, um maior volume de informações, inclusive na questão da recente decisão do Dr. Sérgio Moro da abertura do sistema Drousys,  à Polícia Federal…  já recebemos o sistema e já começamos a analisar esses dados “, afirmou.

Delegado Maurício Leite Valeixo em dia de posse. Foto: Narley Resende
Delegado Maurício Leite Valeixo em dia de posse. Foto: Narley Resende

Novo superintendente da PF no Paraná

O delegado Maurício Leite Valeixo, indicado por Fernando Segovia, assumiu a Superintendência da PF em Curitiba nesta quinta-feira (21). No período da manhã, Valeixo conversou com o juiz Sérgio Moro, na Justiça Federal.

O novo superintendente assume o controle da PF no Paraná com a responsabilidade de dar continuidade ao trabalho realizado, entre os casos mais emblemáticos como as operações Lava Jato, Carne Fraca e Pecúlio.

Valeixo não quis falar com a imprensa no dia da posse.

Esta é a segunda vez que ele comandará a PF no Paraná, já que ocupou o cargo de superintendente do órgão no Estado entre os anos de 2009 e 2011.

Valeixo assume o cargo que foi do delegado Rosalvo Ferreira Franco, no comando da PF-PR desde 2013, um ano antes da deflagração da Operação Lava Jato.

Entre as autoridades, estiveram na posse o diretor do Foro da Justiça Federal do Paraná, juiz federal Marcelo Malucelli e juízes criminais Danilo Pereira Júnior, da 12a Vara Federal, Sergio Fernando Moro, da 13a Vara Federal e Marcos Josegrei da Silva, da da 14a Vara Federal. Do Ministério Público Federal do Paraná, estiveram presentes os procuradores da Lava Jato Diogo Castor de Mattos, Roberson Pozzobon e Paula Conti Thá, procuradora chefe do MPF no Estado.

 

 

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.