Sérgio Moro marca acareação entre Delúbio e Bumlai

Roger Pereira


O juiz federal Sergio Moro determinou nesta terça-feira (14) a realização de uma acareação entre o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o empresário José Carlos Bumlai. Atendendo requisição da defesa de Delúbio, Moro determinou que Delúbio compareça à audiência em que Bumlai será ouvido pela Justiça Federal como testemunha de acusação, marcada para as 14 horas de próximo dia 27.

A acareação ocorrerá no processo em que se apura o destino de R$ 6 milhões dos R$ 12 milhões emprestados pelo Banco Schahin a Bumlai. Segundo a denúncia, Bumlai tomou o empréstimo em nome do PT e destinou metade do valor ao empresário Ronan Maria Pinto, proprietário do jornal Diário do Grande ABC, que também é réu no processo.

O Ministério Público acusa Ronan de ter extorquido o grupo político e recebeu R$ 6 milhões em troca de não envolver o ex-presidente Lula e pessoas próximas a ele no caso do assassinato do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel (PT). Bumlai, em depoimento, teria afirmado que Delúbio participou de todas as reuniões que trataram dos empréstimos e teria afirmado que o ex-tesoureiro do PT que sabia o destino dos R$ 12 milhões.

Delúbio nega que tenha participado das reuniões e, por isso, pede acareação. “Defiro, deverá o acusado Delúbio Soares de Castro fazer-se presente pessoalmente na audiência em Curitiba já designada para inquirição de José Carlos Marques Bumlai na data de 27/06/2016, às 14:00, ocasião na qual, após a oitiva da testemunha, será ela acareado com o acusado Delúbio”, despachou Moro.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="364569" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]