Operação Lava Jato
Compartilhar

Temer diz que analisará caso a caso delações contra ministros

O presidente Michel Temer afirmou, em entrevista à Rádio CBN, que vai analisar “caso a caso” a situação de integrantes d..

Roger Pereira - 12 de outubro de 2016, 15:10

O presidente Michel Temer afirmou, em entrevista à Rádio CBN, que vai analisar “caso a caso” a situação de integrantes de seu governo que venham a ser citados na delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht.

Com mais de 50 executivos da construtora prestando depoimentos ao Ministério Público Federal e uma estimativa de que mais de 100 políticos sejam implicados, o Planalto está em alerta para o envolvimento de membros da equipe de Temer.

ANÚNCIO

“ Vou examinar caso a caso. Mesmo aqueles ministros do governo interino que deixaram o cargo foi porque houve menções e eles pediram para sair. Quando há em uma delação a menção, isso é um problema político, não jurídico ou criminal, que só vem depois, com a investigação. Eu examinarei caso a caso”, afirmou Temer.

Na entrevista, o presidente também defendeu o ministro do Turismo, Marx Beltrão, que tomou posse mesmo sendo réu em processo que tramita no Supremo Tribunal Federal. “O caso do ministro do Turismo é diferente. Ele era prefeito de uma cidade pequena, e os funcionários remeteram uma guia de recolhimento da Previdência e não remeteram o pagamento. O promotor de primeira instância denunciou e, quando foi denunciado, eles quitaram a dívida. Veio para o Supremo porque ele foi eleito deputado”, disse Temer. “Há inúmeros pareceres e acórdãos dos atuais ministros do Supremo de que, quando há delito dessa natureza e é feito o pagamento, elimina-se a pena. Foi por isso que acabei nomeando”, justificou.

Sobre o processo no Tribunal Superior Eleitoral, em que pode ter a chapa com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) cassada e, assim, perder o cargo, Temer disse que aceitará e cumprirá qualquer decisão judicial. “Se o TSE entender que deve cassar a chapa, eu vou obedecer, fazendo os recursos necessários. Mas eu tenho sustentado a absoluta diferença da figura de presidente e vice em termos constitucionais”, afirmou.