Osmar Serraglio diz que greve geral teve pouca adesão e é um fracasso

Francielly Azevedo


Com Fábio Buchmann

O Ministro da Justiça, Osmar Serraglio, do PMDB, minimizou os efeitos da greve realizada nesta sexta-feira (28). Em entrevista ao jornalista Milton Jung, na Rede CBN, o ministro disse que as paralisações têm a adesão de poucas pessoas, e que o movimento fracassou.

Segundo ele, as centrais sindicais acabaram dando uma espécie de tiro no próprio pé“Até esse momento de forma nenhuma, pelo contrário, percebe-se o fracasso dessa manifestação. Ela está muito restrita. Você pega milhares de pessoas obstruídas por 15, 20 ou 50 pessoas. Assista nas televisões as pessoas querendo chegar nos ônibus, querendo chegar no metrô e querendo ir trabalhar sendo obstruídas. O resultado é negativo em relação a essa forçação que as centrais estão promovendo”, afirma Serraglio.

 

Sem efeito

O ministro garantiu também que a mobilização não vai tirar a força do governo para a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária. Ele insistiu que a greve está cerceando o direito de ir e vir da população. “Não é você criando dificuldades, obstruindo que as pessoas cheguem aos hospitais, que as pessoas cheguem as escolas, que as pessoas cheguem aos seus serviços livremente. Quem atua contra o direito antidemocraticamente não pode esperar um resultado positivo em relação as pretensões ainda que possam ser legítimas”, ressalta.

 

 

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="427835" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]