Para Alvaro Dias, substituição de Dilma ‘é a esperança de um futuro melhor para este país’

Roger Pereira


O senador paranaense Alvaro Dias (PV) aproveitou seus 15 minutos de discurso na sessão que vota a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff para pedir mudança no sistema político brasileiro. “Diante da atual crise, o povo brasileiro mudou, as instituições mudaram e a mudança tem que chegar à política”, destacou.
Alvaro citou que o processo de impeachment da presidente Dilma começou em 2005, com o mensalão. “Naquele momento, não houve apoio, fiquei só. Depois, os escândalos se sucederam. Certamente, se as providências adequadas fossem tomadas no tempo devido, hoje o país não estaria assistindo esse monumental e histórico rombo nos cofres públicos da nação e não seria vítima desta crise sem precedentes, que empobrece o povo deste país”, disse. Para ele, todas as irregularidades encontradas no atual governo Dilma são consequências da “organização criminosa” já apontada pela Justiça no julgamento do mensalão. “O maior desserviço que se prestou à nação nos últimos anos foi a banalização da corrupção”.
Ele cita, no entanto, que nem a população nem a Justiça se conformaram com a corrupção sistêmica e o cenário mudou. “A indignação levou a população às ruas na exigência de mudança, ao mesmo tempo em que, no embalo das multidões, a mudança chega a instituições essenciais como Ministério Público, Polícia Federal e Justiça”, disse. “Nós assistimos o nascimento de uma nova nação, com a capacidade de indignação e a exigência de mudança, ao mesmo tempo que assistimos o surgimento de uma nova Justiça, substituindo aquele conceito arraigado de que a Justiça no Brasil alcançava apenas os pobres. Agora, a partir da chamada República de Curitiba, nasce uma nova Justiça que alcança os poderosos, políticos, grandes empresários e até ex-presidentes são investigados” acrescentou.
Mas, para ele, a mudança não pode se esgotar aí, precisa chegar na política. “Ou nós, os políticos, mudamos, ou seremos atropelados por essa exigência implável do povo brasileiro”. Ele defendeu a mudança no sistema político brasileiro, batizado de presidencialismo de coalizão. “Precisamos mudar esse sistema de governança, que é a matriz dos governos corruptos, esse sistema promiscuo que não se justifica e que é a razão direta deste processo de impeachment, que se alargou, foi clonado, repetido em estados e municípios e tornou-se suprapartidário”, disse. “Esse sistema interessa aos mensaleiros, aos gafanhotos, aos sanguessugas, aos filhos do petrolão, aos chupins da república”, citando, junto com escândalos do governo federal, o caso dos Gafanhotos, da Assembleia Legislativa do Paraná.
“Se a classe política assumir a sua responsabilidade de também mudar, esse processo traz a esperança de que debatamos para o nosso futuro a mudança desse sistema político”, concluiu.

Confira a íntegra do discurso de Alvaro Dias

https://youtu.be/pAWCSbYlpWI

 

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal