Covid-19: Paraná conversa informalmente com laboratórios para a compra de vacinas

Vinicius Cordeiro

paraná compra vacinas covid-19

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, afirmou nesta quinta-feira (25) que o governo do Paraná entrou em contato com os laboratórios que produzem vacinas contra a covid-19. Segundo ele, a administração chefiada pelo governador Ratinho Junior (PSD) tem trabalhado com todas as hipóteses, mas que cobra do Ministério da Saúde a chegada de mais vacinas ao país por intermédio do governo federal.

“Temos conversado de maneira informal com muitos laboratórios e temos uma reserva de R$ 200 milhões. Porém, é importante frisar que o STF decidiu que há possibilidade de compra por estados e municípios desde que não exista o cumprimento do PNI por parte do Ministério da Saúde. Enquanto isso estamos pressionando o Ministério para que consiga comprar e nos colocar à disposição as doses de vacinas”, destacou o secretário da Saúde.

A postura segue a mesma dos últimos dias, já que Beto Preto já tinha afirmado que “quem compra para 200 milhões compra melhor do que para 10”, ressaltando a diferença das negociações locais com a nacional.

Até agora, três vacinas têm uso aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A vacina da Pfizer já conquistou o registro definitivo enquanto a CoronaVac e a vacina de Oxford/AstraZeneca tiveram aprovação do uso emergencial. As vacinas da Janssen, Sputnik V e Covaxin ainda não têm previsão de autorização no Brasil.

Uma das formas com a qual o Paraná pode adquirir vacinas por conta própria seria por um consórcio que agrega 398 dos 399 municípios paranaenses.

“Ontem fizemos uma reunião com o presidente do Consórcio Paraná Saúde, que é um consórcio que congrega 398 municípios do Paraná, e falamos para se preparar que talvez seja um dos caminhos de compra, se for necessário. Estamos trabalhando com todas as hipóteses, mas ainda insisto e reitero: queremos vacinas do PNI”, completou Beto Preto.

PARANÁ RECEBE MAIS VACINAS E CIDADES RETOMAM VACINAÇÃO

O Paraná recebeu ontem (24) mais de 134 mil vacinas contra a covid-19. Foram 32.400 doses da CoronaVac e 102.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca.

Os imunizantes são distribuídos são distribuídos para as 22 regionais de Saúde a partir de hoje e devem estar disponíveis em todas as cidades do estado até o fim da sexta-feira (26).

De acordo com o governo estadual, o Paraná vai conseguir imunizar cerca de 90% dos trabalhadores da saúde com as novas doses de vacina. “Já garantimos a imunização por completo de toda a comunidade indígena e também daqueles idosos que residem em instituições de longa permanência”, afirmou Beto Preto.

Segundo ele, o Paraná tem capacidade de vacinar 1 milhão de pessoas em menos de duas semanas, mas ainda não conta com doses suficientes para isso. Por fim, vale lembrar que um dos objetivos do governo é vacinar 4 milhões de pessoas até o dia 31 de maio.

Conforme os últimos balanços, o Paraná aplicou vacinas em 380.019 pessoas contra a Covid-19, sendo 286.837 da primeira dose e 93.182 da segunda. O estado acumula 623.385 casos e 11.271 mortes por covid-19.

Previous ArticleNext Article