Parlamentares do PSL lideram com folga interação nas redes, diz estudo

Folhapress

Os parlamentares do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, concentram 42,6% das interações nas redes sociais dos congressistas em fevereiro e março, segundo o mais recente estudo FSBinfluênciaCongresso.

A pesquisa mediu o engajamento (volume total de interações registrados nos perfis dos parlamentares do Facebook, Twitter e Instagram) e registrou que o PSL supera com folga as demais siglas. O segundo e o terceiro colocado, por exemplo, são PSOL (9,9%) e PT (9,7%).

Para medir o engajamento, a pesquisa contabilizou curtidas, comentários e compartilhamentos nas três redes. No período, foram 203,8 milhões de integrações nas páginas dos parlamentares analisados.

Assim como o presidente Bolsonaro, o PSL tem um grande número de deputados que têm forte presença digital e que usam frequentemente as redes sociais.


Nessa linha, os parlamentares mais influentes nas redes são do PSL ou alinhados ao presidente da República.

Joice Hasselmann (PSL-SP), deputada líder do governo no Congresso, foi a congressista mais influente nas redes sociais, de acordo com a sondagem da FSB. Ela é seguida por Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República.

O terceiro colocado, Sargento Fahur (PSD-PR), embora não seja do partido de Bolsonaro, é um forte defensor do mandatário. Mesmo os postos subsequentes são ocupados por parlamentares ligados a Bolsonaro ou a movimentos de direita.

O quarto mais influente é Kim Kataguiri (DEM-SP), fundador do MBL (Movimento Brasil Livre), seguido por Marco Feliciano (Pode-SP), Carla Zambelli (PSL-SP) e pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

A oposicionista mais bem colocada na lista é Jandira Feghali (PC do B-RJ), que aparece na nona colocação. Depois dela, surge a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR).

O alcance dos conteúdos e o engajamento dos usuários não estão relacionados com o número de publicações realizadas, indica o estudo. No total, foram os parlamentares do PT os que mais postaram nas redes sociais no período abarcado pela pesquisa (142,3 mil conteúdos). Depois deles, as legendas que mais conteúdos difundiram foram PSL e Podemos.

O instituto que realizou o estudo pertence à FSB Comunicação, agência que tem contratos com órgãos públicos, entre eles o governo federal.

A pesquisa mostra que os parlamentares têm forte presença digital. Na atual legislatura, todos os 513 deputados e 81 senadores possuem conta em ao menos uma das três redes sociais analisadas. A principal delas é o Facebook, universo em que todos os deputados e senadores estão presentes.

Para elaborar o ranking de parlamentares mais influentes, a FSbinfluênciaCongresso levou em consideração critérios como o número de seguidores e de publicações, assim como o alcance dos conteúdos e sua interação com os usuários.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook