PDT abre processo de expulsão de dois vereadores por apoio a Greca

Cristina Seciuk - CBN Curitiba e Redação

greca-na-camara-_-chico-camargo-cmc-696x463

Dois vereadores de Curitiba podem ser expulsos do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

A executiva municipal abriu processo de expulsão, nesta segunda-feira (08), contra Toninho da Farmácia e Zezinho do Sabará.

>>> Fim das cotas para mulheres na política está na pauta da CCJ

>>> Ratinho Júnior assina decreto e presos terão que pagar pelas tornozeleiras eletrônicas

O problema teria sido o desrespeito às orientações e valores defendidos pelo partido com relação ao posicionamento nas votações da Câmara. Os dois parlamentares não estariam alinhados à postura do partido, que se coloca como oposição.

De acordo com a assessoria do PDT, os vereadores em questão “não só compõem a base do prefeito Rafael Greca como votam com o governo invariavelmente” e ainda teriam apoiado candidatos não alinhados ao projeto pedetista na eleição de 2018.

Vale lembrar que Greca foi eleito quando era do Partido da Mobilização Nacional (PMN), mas mudou para o Democratas (DEM) no mês passado.

Procurados pela reportagem da rádio CBN, tanto Zezinho do Sabará quanto Toninho da Farmácia disseram desconhecer a abertura do processo de expulsão. Toninho da Farmácia ainda destacou que entende não haver razão para o procedimento.

Previous ArticleNext Article