“Perderam tempo”, diz Bolsonaro sobre hackers que invadiram seu celular

Vinicius Cordeiro

presidente jair bolsonaro hackers

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou, nesta quinta-feira (25), sobre as tentativas de invasão ao seu celular. De acordo com a Polícia Federal (PF), os quatro suspeitos presos na Operação Spoofing também tentou atacar o telefone do atual presidente.

“Perderam tempo comigo. Não estou nem um pouco preocupado se, por ventura, algo vazar aqui do meu telefone. Não vão encontrar nada que comprometa”, disse Bolsonaro em viagem à Manaus.

Ele também se pronunciou pelo Twitter, onde pediu a condenação do grupo e reforçou que não há nada a temer. “Por oportuno, informo que jamais tratei temas sensíveis ou de segurança nacional via celular”, completou Jair Bolsonaro.

QUEM SÃO OS PRESOS

Os supostos hackers detidos são Walter Delgatti Neto, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Danilo Cristiano Marques. Os quatro são de Araraquara (SP), mas as ordens de prisão também foram cumpridas em São Paulo e Ribeirão Preto (SP). À disposição da PF, os quatro foram transferidos para Brasília, onde vão sendo escutados sobre todos os ataques cibernéticos.

Existe a suspeita que o grupo foi quem invadiu os aparelhos de outras autoridades, como o ministro Sergio Moro.

Previous ArticleNext Article