Política
Compartilhar

Pesquisa eleitoral em Curitiba é suspensa após pedido de auditoria

O Juiz da 1ª Zona Eleitoral, João Luiz Manassés de Albuquerque Filho, concedeu três liminares no fim da tarde desse sába..

Redação - 11 de setembro de 2016, 08:15

O Juiz da 1ª Zona Eleitoral, João Luiz Manassés de Albuquerque Filho, concedeu três liminares no fim da tarde desse sábado (10) determinando a retirada imediata de matérias publicadas em um blog de notícias, PSDB e perfil no Facebook do candidato à prefeitura de Curitiba Rafael Greca (PMN).

As matérias apresentavam resultado de uma pesquisa de intenções de voto para a Prefeitura de Curitiba suspensa pelo Instituto Datacenso. A pena de multa-diária é de R$ 5 mil.

O resultado da pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 04405/2016, sobre as intenções de votos dos eleitores de Curitiba, havia sido publicado indevidamente no início desta semana por diversos blogs e sites de notícias. Porém, o Datacenso não havia divulgado oficialmente.

Depois de ter o resultado questionado na Justiça, o Instituto Datacenso informou ao jornal Gazeta do Povo que a empresa contratante não realizará a divulgação oficial dos dados coletados.

A pesquisa foi realizada entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro em Curitiba. A divulgação estava prevista para a última segunda-feira (5), mas a Rede Massa, que encomendou a pesquisa, não divulgou o resultado.

A campanha do candidato Requião Filho (PMDB) questionou na Justiça a metodologia e pediu uma auditoria nos dados.

De acordo com a assessoria da campanha, outros sites foram mapeados e toda documentação foi encaminhada ao Ministério Público e o juiz deve julgar o mérito das representações nos próximos dias.

De acordo com TSE, a divulgação de pesquisa fraudulenta é crime punível com detenção de seis meses a um ano e multa que varia entre R$ 53 mil a R$ 106 mil.