Cela de Lula é “humanizada”, diz chefe de equipe de custódia da PF

Andreza Rossini

O chefe da equipe de custódia e escolta da Polícia Federal, Jorge Chastalo Filho, afirmou em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (6), que a PF conta com reforço na equipe de segurança para uma possível chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da corporação, no Santa Cândida.

“Tem algumas circunstâncias que nós não podemos antecipar, como se ele vai se apresentar aqui ou em São Paulo, ou não se apresentar. Já foi contatada uma equipe de segurança para nos dar um reforço e ter a garantia de segurança no prédio”, afirmou.

Caso o ex-presidente se entregue em São Paulo ele virá para a capital com helicóptero da PF. Se ele não se apresentar e permanecer na sede do sindicato, onde foi na noite de ontem, a PF poderá cumprir o mandado de prisão a qualquer momento. Caso ele esteja em casa, não pode ser detido após as 18h até as 8h do dia seguinte. Se não se entregar, Lula ainda não será considerado foragido da Justiça .

De acordo com Chastalu, a cela de Lula é um espaço comum. “Uma sala bastante humanizada e tranquila, mas nada de especial. Servia de alojamento para os próprios policiais, só foi tirado um beliche do local”.


Quando preso, Lula poderá acordar nos horários que escolher e vai receber a alimentação comum da PF nos horários padrões. “Os horários de banho de sol não estão definidos”, afirmou o chefe da equipe de custódia.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook