Polícia abre inquérito para investigar ataque a caravana de Lula

Andreza Rossini

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o ataque à tiros contra um dos três ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no percurso entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, na noite de terça-feira (26).

O ônibus foi atingido por pelo menos três tiros. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Paraná (Sesp) duas equipes do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) foram encaminhadas ao município para ajudar nas investigações.

O Instituto de Criminalística ainda não finalizou a perícia no veículo. Ainda de acordo com a Sesp, o ex-presidente não solicitou escolta policial.


O veículo, que é ocupado por jornalistas que acompanham o périplo, teve duas perfurações na lataria. Outro suposto tiro atingiu um dos vidros.

Nesta quarta-feira (28) o ex-presidente passa por Curitiba, finalizando a caravana pelo Sul.

Veja a nota na íntegra 

A respeito do episódio envolvendo a caravana do ex-presidente da República, a Secretaria da Segurança Pública informa:

– Um inquérito policial foi aberto para apurar as circunstâncias do fato e duas equipes do COPE (Centro de Operações Policiais Especiais), unidade de elite da Polícia Civil do Paraná, estão na cidade de Laranjeiras do Sul para ajudar nas investigações.

– O Instituto de Criminalística do Paraná está finalizando o laudo de perícia no ônibus e o documento deve ficar pronto nos próximos dias.

– Não houve qualquer pedido formal de escolta da caravana do ex-presidente nem o próprio ex-presidente, embora ele tenha esta prerrogativa. Tanto é que o paradeiro dele é incerto e não sabido. Cabe ressaltar que houve alteração, por parte dos organizadores da caravana, do roteiro e do cronograma que foram informados previamente às forças de segurança do Estado do Paraná.

– Por fim, a Sesp reafirma que a Polícia Militar do Paraná reforçou o policiamento em todos os locais indicados pelos representantes da caravana, onde seriam realizadas as manifestações com a presença do ex-presidente Lula.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook